7 erros no atendimento ao cliente que sua empresa pode estar cometendo

7 erros no atendimento ao cliente que sua empresa pode estar cometendo

Empresa nenhuma quer ser referência em erros no atendimento ao cliente. Afinal, embora muitos não acreditem, esse detalhe tem relevância no processo de compra como um todo, na fidelização e na impressão dos consumidores.

O resultado não poderia ser outro senão a perda de clientes e da credibilidade, e os números são impactantes no setor. De acordo com um estudo da Microsoft, 56% dos consumidores afirmam que deixariam de comprar com uma empresa devido a uma experiência ruim com o atendimento ao cliente.

Se os dados parecem assustar, na prática, as empresas são quem sai perdendo nesse cenário. Isso porque aprimorar os recursos da sua organização no atendimento ao consumidor garante satisfação, o que alavanca as vendas e consolida o lugar da sua marca no mundo. Afinal, atendimento e fidelidade andam juntas, segundo 96% das pessoas que compram.

Ao longo do artigo, você vai saber mais sobre essa área e descobrir quais erros no atendimento ao cliente você pode estar cometendo sem saber. Vamos lá?

Interagindo com o consumidor

Provavelmente, quando você pensa em atendimento ao cliente, a ideia de uma empresa ativa e engajada que traz o que o usuário espera parece perfeita. Isso se deve à expectativa que os usuários têm de poder confiar na companhia em qualquer situação.

Essa ideia mostra o quanto o atendimento é importante, uma vez que o consumidor não procura apenas produtos e serviços. Ele espera atendimento humanizado e quer que a organização esteja pronta para tirar dúvidas, resolver problemas e deixar claros todos os benefícios da compra.

Assim, colocar quem compra e contrata serviços no centro de tudo é um excelente caminho. Humanizar o atendimento é mostrar ao cliente que ele pode estabelecer com sua marca uma relação de confiança, além de poder entrar em contato quando quiser.

A seguir, confira alguns erros no atendimento ao cliente que são comuns e, muitas vezes, passam despercebidos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *